Como funciona o golpe da clonagem do WhatsApp

No golpe da clonagem do WhatsApp, o criminoso tenta obter acesso à conta do WhatsApp da vítima. Para fazer isso, ele precisa do código de verificação enviado por SMS ao número de telefone registrado.

O golpista pode utilizar técnicas de engenharia social para enganar a vítima e obter esse código. Isso pode incluir se passar por um funcionário de uma empresa conhecida, como um banco ou uma operadora de celular, e solicitar o código sob algum pretexto falso.

Assim que o criminoso obtém o código de verificação, ele consegue configurar a conta do WhatsApp da vítima em outro dispositivo. A partir desse momento, ele passa a ter acesso a todas as mensagens, contatos e informações da conta clonada, podendo inclusive escanear o QR Code do seu WhatsApp.

O golpista pode então usar a conta comprometida para realizar atividades criminosas, como solicitar dinheiro aos contatos da vítima ou roubar informações pessoais.

Tem como saber se o meu WhatsApp está clonado?

A resposta é sim. Se você acredita que seu WhatsApp pode ter sido clonado, saiba que há uma série de sinais que podem ajudá-lo a determinar se sua conta foi realmente comprometida.

Para saber se o seu WhatsApp foi clonado, é importante prestar atenção a sinais e atividades incomuns relacionados à sua conta. Um exemplo disso seria perceber mensagens enviadas ou recebidas que você não se lembra de ter enviado ou com conteúdo estranho.

1. Atividades suspeitas

Para saber se seu WhatsApp foi clonado, fique atento a qualquer atividade suspeita em sua conta do WhatsApp que você não tenha realizado. Isso pode incluir mensagens enviadas ou recebidas que você não reconhece, ligações ou chamadas de vídeo efetuadas sem sua autorização, contatos adicionados ou removidos sem o seu conhecimento, e alterações nas configurações do seu perfil, como foto, status ou informações pessoais.

Se você notar alguma dessas atividades incomuns, é possível que sua conta tenha sido clonada, e é importante investigar e tomar medidas para proteger sua privacidade e segurança.

2. Sessões ativas no WhatsApp Web

WhatsApp Web é uma funcionalidade que permite usar o WhatsApp em um computador ou tablet por meio de um navegador, sincronizando com seu aplicativo de celular. É importante verificar regularmente as sessões ativas no WhatsApp Web para garantir que sua conta não esteja sendo usada em dispositivos desconhecidos.

Se você encontrar uma sessão ativa em um dispositivo desconhecido, desconecte-a imediatamente. Para fazer isso, toque nos 3 pontinhos, no canto superior direito:

Saber se meu WhatsApp foi clonado 3 pontinhos

Agora toque em “Aparelhos conectados”:

WhatsApp Web Aparelhos conectados

Cheque se existe alguma sessão aberta e toque nela:

Saber se meu WhatsApp foi clonado- ultima sessão

Por fim, toque em “Desconectar”:

WhatsApp Web Desconectar

Isso encerrará as sessões ativas e impedirá o acesso não autorizado à sua conta através do WhatsApp Web.


3. Recebimento de SMS de verificação de acesso

Receber um SMS de verificação de acesso sem que você tenha solicitado pode ser um dos sinais de que alguém está tentando clonar seu WhatsApp. Quando uma pessoa tenta acessar sua conta do WhatsApp em um novo dispositivo, o aplicativo envia um código de verificação por SMS para o número de telefone registrado.

Se você receber um SMS de verificação sem ter solicitado, isso pode indicar que alguém está tentando registrar sua conta em outro dispositivo. Neste caso, é importante não compartilhar o código de verificação com ninguém e seguir as medidas de segurança apresentadas neste artigo para proteger sua conta.

4. Notificações de login

Notificações de login ou alertas de registro de número em um novo dispositivo podem ser sinais de que alguém está tentando clonar seu WhatsApp. Se você receber esses alertas sem ter iniciado o processo de login ou registro em um novo dispositivo, isso pode indicar uma tentativa de acesso não autorizado à sua conta.

Nesse caso, assim como na dica anterior, não compartilhe nenhum código de verificação ou informações pessoais com terceiros, não importa quem esteja pedindo.

5. Problemas de conexão

Para saber se seu WhatsApp foi clonado, é importante notar que problemas de conexão podem ser causados por diversos motivos, como instabilidade na conexão à internet, problemas no servidor do WhatsApp ou até mesmo falhas no próprio dispositivo.

Entretanto, se você perceber problemas de conexão juntamente com outros sinais de alerta, como atividades estranhas em sua conta ou notificações de login não solicitadas, isso pode ser um forte indício de que sua conta foi clonada.

6. Contatos relatando atividades suspeitas

Quando um invasor obtém acesso não autorizado à sua conta, ele pode se passar por você para enganar seus amigos e familiares, solicitando informações pessoais, dinheiro ou outros favores.

Assim, para determinar se clonaram seu WhatsApp, leve em conta que um dos principais sinais desta lista é quando algum contato seu informa ter recebido mensagens suspeitas ou pedidos de dinheiro que pareciam originar-se de você.

7. Recebimento de mensagens de desconhecidos

Embora seja comum para alguns receber mensagens de desconhecidos, isso pode representar um sinal de clonagem do seu WhatsApp. No entanto, pode ser apenas spam ou pessoas tentando entrar em contato com você.

Vale ressaltar que, em muitos casos, o golpe da clonagem do WhatsApp tem origem em mensagens enviadas por desconhecidos. Os criminosos, utilizando técnicas de engenharia social, tentam enganar a vítima para obter o código de verificação enviado por SMS.

8. Apps desconhecidos aparecendo no dispositivo

A existência de aplicativos desconhecidos no seu celular não significa, obrigatoriamente, que alguém clonou seu WhatsApp.

No entanto, caso alguém clone seu WhatsApp, o invasor pode ter usado técnicas de engenharia social para persuadi-lo a clicar em um link ou baixar algo malicioso, permitindo que ele assuma o controle do seu aparelho remotamente.

O que fazer se o WhatsApp foi clonado?

Caso esteja certo de que clonaram seu WhatsApp, aja rapidamente para proteger sua privacidade, segurança e a dos seus contatos. Veja abaixo 8 dicas fundamentais a seguir se clonarem seu WhatsApp. Ao seguir estas orientações, você conseguirá retomar o controle de sua conta e garantir a segurança de suas informações.

1. Avise seus amigos e familiares

É importante informar seus contatos sobre a clonagem do seu WhatsApp. Ao fazer isso, você ajuda seus amigos e familiares a se protegerem de possíveis golpes ou tentativas de fraude que possam ocorrer usando seu número clonado. Você pode entrar em contato com as pessoas por meio de outras plataformas de mensagens, como e-mail, redes sociais ou até mesmo chamadas telefônicas, para garantir que eles saibam sobre a situação.

Peça para que seus contatos fiquem atentos a mensagens suspeitas vindas do seu número e que não compartilhem informações pessoais ou códigos de verificação. E o mais importante: oriente-os para que não façam PIX ou qualquer transferência financeira.

2. Contate a operadora

A operadora pode tomar medidas imediatas para ajudar a proteger sua conta e evitar que os criminosos continuem usando seu número. Portanto, ao entrar em contato com a operadora, informe a situação a eles e peça um bloqueio temporário do seu número. Isso evitará que os criminosos enviem mensagens ou realizem chamadas usando seu número clonado. A operadora também pode fornecer orientações sobre os próximos passos para recuperar o controle de sua conta e garantir que ela esteja protegida contra futuras tentativas de clonagem.

Lembre-se de que agir rapidamente após perceber a clonagem do seu WhatsApp é essencial para minimizar o impacto e reduzir o risco de golpes ou vazamento de informações pessoais.

3. Verifique a segurança do seu telefone

Outro passo importante, após ter tido seu WhatsApp clonado, é checar a segurança do seu telefone. Verifique a lista de aplicativos instalados e desinstale qualquer aplicativo desconhecido ou suspeito. Baixe e instale um aplicativo antivírus confiável. Execute uma verificação completa no seu dispositivo para identificar e remover possíveis ameaças.

Revogue as permissões concedidas ao WhatsApp instalado no seu telefone, pois essa é uma dica valiosa. Interrompa o acesso a todos os recursos, como contatos, localização e câmera.


4. Altere a senha do seu e-mail

Quando clonam o WhatsApp, é importantíssimo mudar a senha do seu e-mail utilizando um computador ou dispositivo diferente. As pessoas frequentemente usam o e-mail como um meio de recuperação de senha para vários serviços que utilizam no dia a dia.

Se os criminosos que clonaram seu WhatsApp também obtiverem acesso ao seu e-mail, eles podem potencialmente assumir o controle de outras contas importantes, como redes sociais, serviços bancários e outras plataformas que usam o e-mail como método de recuperação.

5. Altere a senha da sua conta Google

Sua conta Google geralmente está associada a uma grande quantidade de serviços, como Gmail, Google Drive, Google Fotos, YouTube e outros. No entanto, se os criminosos clonarem seu WhatsApp e obtiverem acesso à sua conta Google, eles poderão ter acesso a informações pessoais, documentos, fotos e outros dados sensíveis armazenados nesses serviços.

Ao alterar a senha da sua conta Google, você está tomando uma medida proativa para prevenir danos adicionais em caso de clonagem do seu WhatsApp.

6. Ative a autenticação em duas etapas do WhatsApp

A verificação em duas etapas do WhatsApp, comumente conhecida como autenticação de dois fatores ou 2FA, é um procedimento de segurança que solicita duas formas distintas de identificação ao fazer login no WhatsApp em uma instalação nova ou em um dispositivo diferente. Nessa situação, além de verificar seu número de telefone por meio de um SMS, o aplicativo também solicitará que você insira um PIN previamente definido, aumentando assim a segurança da sua conta.

Configurar PIN

Embora essa dica possa não reverter a clonagem do seu WhatsApp, ela é muito importante para a prevenção de futuras tentativas de invasão, garantindo maior segurança para suas contas e informações pessoais.

7. Desconecte sessões ativas do WhatsApp Web

O WhatsApp Web permite que você use o aplicativo de mensagens no seu computador ou em outros dispositivos através de um navegador web. Quando alguém clona seu WhatsApp, os criminosos podem usar o WhatsApp Web para acessar suas mensagens e informações pessoais.

Ao executar esta ação, você está garantindo que nenhuma sessão não autorizada esteja ativa, e isso ajuda a proteger suas mensagens e informações pessoais. Lembre-se de verificar regularmente as sessões do WhatsApp Web e desconectar qualquer sessão desconhecida para manter a segurança da sua conta.

8. Delete e reinstale o WhatsApp

Ao excluir e reinstalar o WhatsApp, você estará garantindo que o aplicativo esteja em seu estado mais recente, livre de quaisquer configurações potencialmente comprometidas que os criminosos possam ter explorado.

Isso também pode ajudar a resolver problemas técnicos ou de configuração que possam ter surgido como resultado da clonagem.

Fonte: Apptuts